O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo

0
278

O Rock in Rio 2017 se propôs, entre outras coisas, a ser um espaço em defesa da Amazônia.

O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo

Neste domingo (17) a cantora norte-americana Alicia Keys convidou ao palco a líder indígena e representante da Articulação dos Povos Indígenas no Brasil (Apib), Sonia Guajajara, para falar dos ataques à Amazônia promovidos pelo governo de Michel Temer.

O ‘Fora Temer’ também foi entoado por diversas vezes, notadamente quando a modelo internacional Gisele Bündchen lançou a campanha global Believe, uma proposta com soluções para questões sociais e ambientais.

O decepcionante é ver que após os shows, a plateia, teoricamente entusiasta e simpatizante da ideia, foi incapaz de juntar o próprio lixo, destoando às completas de qualquer iniciativa voltada para uma proposta de inspiração ambiental.

O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo

Sonham muito, mas esperam que os outros façam, e esperam que os outros não só façam a parte que cabe aos outros fazerem, mas também a parte que lhes cabe, como por exemplo o básico, juntar e cuidar do seu próprio lixo.

O exemplo está no que se faz e não no que o discurso defende, e isso vale tanto para a questão ambiental como no discurso sobre a corrupção e a moral. A moda atual é reclamar dos políticos, mas nitidamente a população não se difere dos políticos nem mesmo no discurso. Os sonhos e os discursos estão muito distantes do que realmente fazem na prática.

O Jeitinho Brasileiro é um câncer social!

Lamentável.

O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo O brasileiro quer salvar a Amazônia, mas não junta nem seu próprio lixo


Por Ademir Fábio Quinot Ströher


Pensador Anônimo

Os comentários não representam a opinião do Portal Pensador Anônimo