Noruega, país onde a desigualdade social não existe e a criminalidade é zero

1
84445

O que faz da Noruega uma referência mundial em qualidade de vida? Riquezas naturais?  Desenvolvimento? O povo?

Em várias pesquisas, a Noruega é apontada como um dos melhores lugares do mundo para se viver. E é com muito trabalho e a descoberta de uma riqueza incalculável em petróleo e gás que o país tem construído essa fama invejável.  No ranking mundial da felicidade, está entre os cinco mais felizes. E de acordo com dados de desenvolvimento humano da ONU, que medem a qualidade de vida de uma nação, o país tão moderno tem ficado em primeiríssimo lugar, nos últimos doze anos.

Noruega, país onde a desigualdade social não existe e a criminalidade é zero

Tanto na cidade quanto no campo, o estilo de vida norueguês é confortável, porém simples, sem ostentação. O custo de vida é altíssimo, mas a Noruega é uma das nações mais igualitárias do planeta. Quase não existe diferença entre os maiores e os menores salários.

A produção de uma família que tem uma pequena propriedade rural na região, fica exposta em uma loja sem ninguém para atender. Quando chega gente, é só escolher o produto e se realmente vai comprar, tem um telefone à disposição. É só chamar. Tudo tão tranquilo, tão honesto, que as pessoas deixam os produtos à vontade, para quem quiser escolher.

Assim que atende a ligação, dona Othild sai da casa dela, nos fundos da propriedade, e vai até a loja encontrar o cliente. No local ela vende as especialidades da casa: iogurte e queijos orgânicos.

A equipe do Globo Repórter segue a dona da fazenda até o estábulo onde estão as vacas leiteiras. Aos 58 anos, dona Othild é incansável e não para um minuto.  A rotina é pesada, mas ela diz que para descansar basta olhar ao redor.

“Eu cresci na cidade. É bom, mas eu gosto daqui. Tenho espaço, ar fresco e pouco barulho… é muito melhor.

grep_turistas_20161104221753

Noruega continua atraindo imigrantes, mas nem todos conseguem um lugar ao sol

A prosperidade da Noruega tem atraído gente que vem de longe. É uma mão de obra necessária, mas que tem incomodado os mais conservadores.

A intolerância pela chegada de levas de imigrantes estrangeiros foi o principal motivo do pior atentado da história da Noruega. Em julho de 2011, um homem fortemente armado explodiu uma bomba no centro de Oslo matando oito pessoas.  Depois, veio aqui para a ilha, Utoya, onde havia um acampamento da juventude do partido trabalhista norueguês que apoia a imigração. Anders Breivik abriu fogo contra o grupo matando cerca de 70 adolescentes e ferindo dezenas deles.

Passados cinco anos do atentado, imigrantes continuam chegando, mas nem todos conseguem um lugar ao sol.

A Noruega é uma monarquia parlamentarista com cinco milhões de habitantes. O PIB per capita é um dos maiores do mundo –  dez vezes o nosso.

O governo controla várias empresas e investe pesado no chamado estado de bem-estar social. São serviços públicos de qualidade e muitos benefícios. Tudo à custa de impostos altos e da exploração do petróleo farto, descoberto no oceano.

O que o governo lucrou neste setor foi aplicado num fundo soberano. É o maior do mundo e acumula quase 900 bilhões de dólares. Dinheiro para garantir o futuro das próximas gerações, quando o petróleo acabar.


VIA: GLOBO

Os comentários não representam a opinião do Portal Pensador Anônimo