Mãe pede à escola que proíba pipoqueiro na porta porque não consegue dizer ‘não’ ao filho

1
350

A mãe de um aluno de um colégio tradicional da Tijuca, no Rio, pediu que a direção proíba o pipoqueiro de trabalhar na porta da escola.

É que ela proibiu o filho de comer pipoca. Mas, sempre que vê o pipoqueiro, o miúdo pede à mãe para comprar. E ela não sabe dizer não. Ah, bom! Madame não educa!

Esse é o retrato da nossa sociedade, onde a corrupção é cultural e que agora acham que ser ético é reconhecer e querer punição para a corrupção, mas dos outros, é claro, só a dos outros.

E a educação, bom, a educação(aquela que cabe aos pais) de berço, já foi pro brejo junto com a ética e a moral. Pois o que reina por aqui é o “Jeitinho Brasileiro” e o culto às aparências!
É, a coisa tá feia!


Pensador Anônimo

COMPARTILHAR

Os comentários não representam a opinião do Portal Pensador Anônimo