Culpando altos impostos, Nintendo encerra operações no Brasil

0
689

A Nintendo anunciou que encerrará suas atividades no Brasil a partir deste mês. E a culpa, segundo a empresa, é a alta carga tributária do país.

Más notícias para fãs de franquias como Mario, Pokémon e Zelda: a Nintendo anunciou nesta sexta (09) a interrupção da venda de seus produtos no Brasil.

imagem

Quem cuidava da distribuição de jogos e consoles por aqui era a Gaming do Brasil, uma subsidiária da Juegos de Video Latinoamérica que atendeu a região por quatro anos. A Juegos continuará seu negócio como representante da Nintendo na América Latina, mas o Brasil será excluído.

“O Brasil é um mercado importante para a Nintendo e lar de muitos fãs apaixonados mas, infelizmente, desafios no ambiente local de negócios fizeram nosso modelo de distribuição atual no país insustentável”, afirmou, e nota, Bill van Zyll, diretor e gerente geral para América Latina da Nintendo of America.

“Estes desafios incluem as altas tarifas sobre importação que se aplicam ao nosso setor e a nossa decisão de não ter uma operação de fabricação local. Trabalhando junto com a Juegos de Video Latinoamérica, iremos monitorar a evolução do ambiente de negócios e avaliar a melhor maneira de servir nossos fãs brasileiros no futuro.”

Por enquanto, a venda dos produtos em lojas físicas continua enquanto os estoques do comércio durarem.

O diretor geral para a América Latina da Nintendo of America, Bill van Zyll, culpa os altos impostos do Brasil, que atrapalham o comércio e também a possibilidade de produzir games por aqui.

Outro problema que pode dificultar a vida dos fãs da Nintendo é que as lojas online do 3DS e do WiiU, consoles de última geração da marca, estão indisponíveis para muitos clientes. Enquando a do WiiU nem existe no Brasil, a do portátil 3DS não se adequou a uma regulamentação bancária – e isso impede que cartões de bancos como Bradesco, Itaú e Santander sejam aceitos em suas transações.

VIA: Olhar Digital

Os comentários não representam a opinião do Portal Pensador Anônimo