Se você acha a maioria dos pequenos seres marinhos bonitinhos e simpáticos, prepare-se para acabar com este conceito. Existe uma espécie de camarão minúscula que vive em locais como o Mar Mediterrâneo que nenhum peixe gosta de ter como vizinho. Ele é semelhante àquele vizinho que não falha um final de semana em tocar música alta e atormentar a vizinhança. O Camarão Pistola ou Alpheus heterochaelisI, como preferir, não mede mais que 5 cm e consegue, incrivelmente, fazer um barulho correspondente ao de um motor a jato.

Mesmo sendo pequeno, o Camarão Pistola consegue ser bastante barulhento. Acreditava-se antigamente que o som emitido por ele era proveniente do bater de suas garras. Entretanto, era preciso que ele tivesse uma tremenda força para tal.

Sendo assim, cientistas analisaram o comportamento do crustáceo e descobriram que ele solta um jato de água com velocidade de até 100 km/h, o que cria bolhas no fundo do mar. Com a extrema pressão da água, de alguma forma essas bolhas criam o barulho estrondoso. Para chegar a essa conclusão, os cientistas se basearam na Equação de Bernoulli.

Além do barulho, as bolhas geradas pelo jato de água desse camarão também possuem outro efeito interessante. Ele é capaz de aquecer a água da região próxima às suas patinhas a 4.700 °C só com a rapidez de seu golpe mortal. Em determinadas condições, elas brilham no oceano quando a temperaturas de até 4700° C, produzindo um curto flash de luz.

Com isso, além de aquecer a água a temperaturas absurdamente altas e desencadear um processo conhecido como supercavitação, o golpe do camarão-pistola também provoca uma pequena onda de choque, capaz de desorientar e até matar suas presas. Esse mecanismo, inclusive, é conhecido por interferir na comunicação via sonar entre embarcações.

Ou seja, essa pequena criatura cria uma bolha de pressão acústica que pode matar qualquer peixe que estiver perto dele, como uma onda violenta de choque. A bolha é acompanhada por uma “explosão” de cerca de 200 decibéis, que é mais poderosa do que disparar uma arma.

O vídeo abaixo, capturado pela equipe do programa Earth Unplugged, da BBC, mostra o momento em que ele fecha sua pinça e desencadeia a supercavitação. Esse processo é provocado pelo movimento ultrarrápido da garra, que faz com que a água se desloque a uma velocidade muito alta. Isso provoca uma dramática queda de pressão, que pode ocasionar a evaporação do líquido e a formação de uma bolha de ar.

Ademir Fábio Quinot Ströher - ( Duda Renovatio )
Pai da Sophie e do Gael Cursou Análise e Desenvolvimento de Sistemas (UDESC) e Filosofia (UFSC), juntando as duas paixões que são a tecnologia e o livre pensar. Idealizador e criador do Portal Pensador Anônimo, o qual foi projeto de TCC (Filosofia da informação) do curso de Filosofia, colocado em prática as teses do Filósofo Francês, Pierre Lévy,( Inteligência coletiva; Cibercultura; Ciberdemocracia). Que a força esteja com vocês!