Senhores políticos,

Comunicamos que por razão de força maior, a partir de amanhã mesmo, nós, cidadãos brasileiros, não poderemos mais continuar pagando vossos salários.

Tal motivo se deve ao fato de que seus serviços não foram enquadrados dentre aqueles considerados essenciais neste momento (nenhum dos senhores foi visto trabalhando nos hospitais, nem dirigindo caminhões, ônibus ou ambulâncias, nem repondo produtos nos supermercados, fazendo entregas etc etc).

Devido às inúmeras mentiras, que faz nosso país parecer estar todos os dias no dia 1º de Abril, e devido a má condução política deste momento de crise, recomendamos que os senhores fiquem em quarentena até que a crise do Coronavírus passe. Durante este período haverá uma redução de 70% (setenta por cento)  dos vossos salários e os demais benefícios estarão suspensos. Ficando também assim suspensa TODA a verba de gabinete, consequentemente também assim suspenso todos os contratos de trabalho relacionados aos assessores e demais cargos de gabinete.

Uma vez terminado o período de quarentena, analisaremos o trabalho profissional de vossas senhorias, com calma, um a um, para vermos se ainda serão necessários e se estamos em condições de renovar vossos mandatos. Sendo renovado o mandato, com novo acordo de trabalho, vossos salários sofrerão ajustes com cálculo equiparado com a atual realidade econômica de TODOS os Brasileiros. Deste modo, TODOS os benéficos, antes recebidos além do salário, como: auxílio paletó, auxílio moradia, auxílio educação, plano de saúde para os senhores e seus dependentes, diárias, cartão de crédito, produtos de beleza, carros oficiais, combustível, telefonia, verba de gabinete e demais benefícios serão revogados, e estes recursos repassados para as áreas da Saúde, Educação, Ciência, Tecnologia e Inovações com o objetivo de estarmos preparados para crises futuras e garantir melhor bem estar social à TODA população.

Visto que o poder de compra caiu e assim as vendas, as exportações e a produção industrial igualmente caiu, consequentemente a arrecadação de impostos também caiu muito, e sendo que essa é a fonte do pagamento de vossos salários e a grande lista de benefícios exclusivos, nada mais justo que os senhores deem assim sua parcela de contribuição diante desta crise.

Desde já agradecemos a compreensão!

Atenciosamente,
Povo brasileiro


Quem concorda, compartilha!

Ademir Fábio Quinot Ströher - ( Duda Renovatio )
Pai da Sophie e do Gael Cursou Análise e Desenvolvimento de Sistemas (UDESC) e Filosofia (UFSC), juntando as duas paixões que são a tecnologia e o livre pensar. Idealizador e criador do Portal Pensador Anônimo, o qual foi projeto de TCC (Filosofia da informação) do curso de Filosofia, colocado em prática as teses do Filósofo Francês, Pierre Lévy,( Inteligência coletiva; Cibercultura; Ciberdemocracia). Que a força esteja com vocês!