20 dicas para ir bem na Redação do ENEM 2017

2
1283

Na busca por um bom resultado no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), muitas vezes nos pegamos perguntando o que é necessário para conseguir atingir nota máxima em determinada competência.

Uma das competências do ENEM que mais assusta os candidatos, principalmente aqueles que saíram da rede pública de ensino, é a redação. Os motivos são os mais variados, desde uma baixa qualidade do ensino à até mesmo dificuldades na produção textual, mas a grande verdade é que não há mistérios e, sim, é possível para qualquer um que possua empenho e dedicação, conseguir atingir a nota máxima na Redação do ENEM. Separamos 20 dicas incríveis para te ajudar a atingir esse objetivo.

20 dicas para ir bem na Redação do ENEM

20 dicas para conseguir a nota máxima na redação

Alguns cuidados na hora de começar a redação podem fazer toda a diferença no resultado final. A redação do ENEM é muito mais técnica do que muitos consideram, sendo que existe até mesmo uma fórmula criada pelo MEC/INEP para a correção do texto, portanto preste atenção no seguinte:

1 – Faça a redação primeiro: A redação é aplicada no último dia do ENEM, e fica localizada na parte final da prova. Os candidatos, portanto, acabam deixando para fazê-la apenas após responderem todo o caderno de humanidades. Ao seguir este cronograma, o aluno chega até a redação já esgotado mentalmente, após ter respondido dezenas de questões com textos realmente extensos e que exigiam interpretação. Não se importe com a ordem. Vá primeiro para a redação.

2 – Cuidado com palavras difíceis: Como dito antes, a redação do ENEM é muito mais técnica do que as pessoas consideram. O examinador não quer saber de um candidato com vocabulário rebuscado, mas sim de um candidato que saiba expor suas ideias com eficácia. Opte por um vocabulário simples e que transmita seu argumento.

3 – Mantenha a estrutura: Uma coisa que atrapalha muito é a falta de estrutura textual. A redação do ENEM, assim como qualquer redação, exige início, meio e fim. Dedique algumas linhas, separando um parágrafo ou dois para introduzir o tema e contextualizá-lo. Desenvolva seu argumento, apontando uma solução nos parágrafos seguintes, mas não se esqueça de reservar um ou dois parágrafos para a conclusão.

4 – Tome cuidado com a coerência: Coerência é a linha do raciocínio, aquilo que faz a ideia ter sentido. Uma redação coerente mantém sua linha de raciocínio e uma lógica textual. Se atenha a conclusão de pensamentos e tome cuidado para não pular de uma ideia para outra com brusquidão ou propor soluções inviáveis, irreais ou radicais demais. Lembre-se de manter a coerência do pensamento.

5 – Atenha-se à coesão: A coesão caminha diretamente ligada à coerência e à estrutura textual. Coesão é uma forma de sentido, mas estrutural. Um texto pode ser coerente, mas não ser coeso, da mesma forma como o inverso se aplica. Manter a coesão textual é saber manter o assunto na linha, tratando-o ponto a ponto. Sem pular de um ponto A para um ponto F e então voltar ao ponto B.

20 dicas para ir bem na Redação do ENEM

6 – Não troque o certo pelo duvidoso: Se você não sabe a grafia correta de uma palavra, procure um sinônimo que possa utilizar e que você tenha certeza de como se escreve. Tente não cair nas armadilhas fonéticas.

7 – Fuja das armadilhas do título: Toda redação deve ter um título, esta é uma lição essencial que todos aprendem em suas aulas de redação, mas a maior armadilha, onde muitos candidatos caem é a tentação de reproduzir o enunciado da redação como título, ou utilizar parte dos textos de base. Pense em um título que tenha ligação com a sua ideia e que a transmita com clareza e nunca repita frases do enunciado.

8 – Citar nem sempre é a melhor estratégia: Os examinadores querem saber o seu argumento, não o argumento de Sartre ou de Oscar Wilde. Citações, em vez de enriquecerem sua redação, empobrecem.

9 – Não se esqueça de argumentar: A redação do ENEM é dissertativa-argumentativa, não apenas dissertativa. A banca organizadora espera que o candidato saiba argumentar, expor sua ideia, demonstrar como seu argumento pode solucionar o problema exposto. Apresente seus pontos, argumente com firmeza e sempre conduza sua redação a uma proposta.

10 – Demonstre uma solução viável: O tema sempre abordará algum problema social, cabe ao candidato apresentar uma solução que, caso fosse aplicada ao problema, teria sua execução vista como viável. Não adianta propor uma solução utópica ou fantasiosa. A ideia é apresentar uma solução aplicável.

11 – Evite utilizar subterfúgios como Ironia ou Sarcasmo: A redação do ENEM não abre espaço para estes recursos, que além de fugirem da proposta inicial, ainda apresentam falta de etiqueta e respeito com o examinador.

12 – Esteja atento à pontuação: Um texto deve ser pontuado, sendo que é necessário saber quais os tipos de pontuação aplicáveis a cada caso. Um texto com excesso de pontuação se torna cansativo, além de dar a impressão que o interlocutor estava correndo e ficou sem fôlego. Um texto com ausência de pontuação se torna difícil de ler, pois funciona como se tudo devesse ser dito em um único fôlego.

13 – Não separe o sujeito do verbo: Ainda relativo à pontuação, o sujeito nunca deve ser separado do verbo. A menos que eles componham duas frases completamente diferentes, não deve haver pontuação entre eles. O maior erro está na colocação de virgula entre o sujeito e o verbo. Quando realmente há separação, use colocar ponto de seguimento para demonstrar que realmente se trata de outra oração.

Exemplo: “A mestra, age sem dizer nada” – Nesta frase houve separação do sujeito e do verbo. Esta pontuação não deve existir e é considerada um erro gramatical.

14 – A eterna dúvida da crase: uma dúvida que muitas pessoas possuem gira em torno da colocação de crase. Existem algumas dicas úteis para crasear que valem a pena decorar:

Crase indica lugar, portanto decore esta rima: “Se eu vou À e volto DA, crase há. Se eu vou A e volto DE, crase para quê”? – Veja como o a fica na frase, encaixe-o nesta rima. Um exemplo: Se eu vou A São Paulo e volto DE São Paulo não há crase. Se eu vou À praia e volto DA praia, então pode crasear sem medo.

Às vezes SEMPRE se craseia: Quando escrever a frase “às vezes” lembre-se que esse “às” sempre será craseado.

Quando o a se repetir: A crase nada mais é do que a repetição da letra A, como no exemplo “a aquela altura”, quando houver esta repetição de “As”, retire o artigo “a” e craseie o a da palavra. Desta forma a frase fica: “àquela altura”.

15 – Não confunda “mas e mais”: Lembre-se sempre que Mais indica adição, uma soma: Um mais Dois é igual a três. Mas por outro lado é uma conjunção coordenativa adversativa. O que significa isso? “Mas” cumpre 3 papeis, ele une duas ideias, coloca ordem em uma frase e apresenta uma ideia diversa, que se opõe ou diverge à primeira. “Eu gosto de cor de rosa, mas ela gosta de azul”. Outras palavras que servem como conjunção coordenativa adversativa são: porém, entretanto, contudo, todavia, portanto, embora.

16 – Sempre coloque virgula antes da conjunção: Nos exemplos de conjunções acima mencionados, é importante que o estudante sempre se lembre de colocar virgula antes da conjunção: “Eu estava lá, mas ela não estava”, “eu fiquei esperando, porém ele não apareceu”, “Fizeram o melhor possível, porém não foram reconhecidos”. Isso ocorre porque há, obrigatoriamente, a separação das ideias motivada pela oposição. Conjunções sempre carregam esta virgula.

17 – Nunca rasure: Um dos erros que mais tira pontos em uma redação é a rasura. Use a folha de rascunhos da forma que bem quiser. Rabisque, risque, rasure, mas tenha todo cuidado do mundo na hora de passar a redação para a folha definitiva, pois esta não deve possuir qualquer espécie de rasura.

18 – Não termine sua redação com a palavra “fim”: A redação do ENEM é uma redação dissertativa-argumentativa, não uma redação narrativa. Nunca se encerra uma dissertação com a palavra “fim”. O fim deve estar claro. Deve ser um ponto final sobre o assunto e mostrar ao examinador que realmente acabou ali.

19 – Organize seu tempo: O melhor é iniciar a prova com a redação, mesmo que apenas o rascunho, mas se decidir fazê-la apenas após a prova objetiva, reserve pelo menos meia hora para transcrever sua redação para a folha definitiva.

20 – Mantenha a calma: O nervosismo é o pior inimigo em uma prova ou redação. Mantenha a calma, este é único jeito de se sair bem. Como o livro do Guia do Mochileiro das Galáxias sabiamente aconselha: “Não entre em Pânico”.

LEIA TAMBÉM – ENEM: Evitando os 50 erros mais comuns de português


Pensador Anônimo

COMPARTILHAR

Os comentários não representam a opinião do Portal Pensador Anônimo