Pombas moídas junto com a cevada da Ambev?

Pombas moídas junto com a cevada da Ambev?

1266
0
COMPARTILHE

Será real o vídeo que mostra várias pombas sendo engolidas no meio da cevada que será usada na fabricação das cervejas da Ambev?

Pombas moídas junto com a cevada da Ambev

No dia 18 de março de 2017, o vídeo abaixo começou a se espalhar através do WhatsApp. Nele podemos ver várias aves sendo sugadas pela máquina que trata um certo tipo de grão. O texto que acompanha essa cena chocante afirma que funcionários da principal fábrica da empresa – em São Paulo – teriam gravado isso escondidos de seus superiores e que as pombas, atraídas pela cevada, acabam sendo moídas juntamente com os grãos!

Os diretores da companhia, de acordo com a denúncia, estariam ignorando o problema e afirmando que “tudo é proteína”.

Será que esse vídeo é real? Foi mesmo filmado na principal fábrica de cerveja do grupo Ambev?

Verdadeiro ou falso?


O vídeo é real, mas não se trata de nenhum flagrante feito em uma fábrica da Ambev, em São Paulo. Na verdade, o vídeo nem é brasileiro!

Em outubro de 2016, o vídeo mostrando pombas sendo sugadas para o que parece ser um moedor de grãos surgiu na Rússia, como podemos notar em publicações feitas em sites russos, na ocasião!

O vídeo foi enviado para o canal de uma TV local no YouTube por um espectador, afirmando que ele fez as filmagens em um moinho de grãos de uma padaria na cidade de Kazan. A partir daí, o vídeo viralizou, ganhando versões em cada país por onde se espalhou.

Conclusão

O vídeo não foi filmado no Brasil e não se trata de uma fábrica de cervejas!


Via: e-farsas

Loading...
The following two tabs change content below.
O Pensador Anônimo é um portal filosófico, que faz abordagem a todos os temas relacionados à sociedade. Assuntos como a própria filosofia, ciência, educação, política, sociologia, direito, psicologia, antropologia, religião, juventude, tecnologia e demais áreas. Além de estimular e abrir debates sobre os temas citados, também busca trazer notícias pertinentes aos assuntos. Entre em contato conosco: [email protected]