Música mais triste do mundo é responsável por mais de 100 suicídios

Música mais triste do mundo é responsável por mais de 100 suicídios

333
0
COMPARTILHE

“Gloomy Sunday” é uma canção que foi escrita como uma forma de desabafo. O compositor Seress, em 1933, acabou levando um fora de sua namorada na época, situação que o deixou completamente transtornado. Com o apoio de seus amigos, o artista que desejava viver somente de sua arte compôs a música mais triste do mundo.

Música mais triste do mundo

Esta canção reúne uma melodia muito triste com uma letra muito profunda. Na Hungria, depois que a música foi lançada, inúmeros casos de suicídio foram documentados, de forma que ela foi então censurada. A censura só aumentou o interesse pela música que, em 1936, já tinha sido traduzida para o inglês e regravada.

Música mais triste do mundo é responsável por mais de 100 suicídios
Música mais triste do mundo

No ano de 1941 Billie Holliday havia regravado a canção e os EUA nunca chegaram a impedir que o sucesso fosse divulgado, mesmo que a BBC tivesse considerado a música muito triste para ser levada a publico. Na década de 80, “Gloomy Sunday” foi trazida de novo ao noticiários depois de um garoto ter cometido suicídio após ouvir a música de Ozzy Osbourne  “Suicide Solution”.

Música mais triste do mundo é responsável por mais de 100 suicídios
Música mais triste do mundo é responsável por mais de 100 suicídios

O artista original, Seress, teve uma triste história de vida ao se inspirar para essa canção: ele foi capturado por nazistas e enviado a um campo de concentração, do qual ele conseguiu fugir. Depois, dedicou tempo ao teatro e ao circo, chegando a trabalhar como trapezista em condições deploráveis, de forma que suas músicas também não ficaram famosas. Depois de se tornar famoso, o artista tentou se reconciliar com a ex-namorada da letra da música, porém, ele ficou sabendo que ela tinha se matado por envenenamento. Ao lado dela, a letra da música estava escrita em uma folha de papel.

Em 1968 Seress por fim pulou da janela de seu apartamento em Budapeste, escrevendo um bilhete que dizia ter chorado todas as tristezas de seu coração naquela canção.

Confira a música a seguir, na versão de Billie Holliday:


VIA: Universo Inteligente

Loading...

SEM COMENTÁRIOS