sexta-feira, 23 de junho de 2017

Filosofia

Filosofia

A segurança está entre aquelas palavras com sentidos tão abrangentes que nós nem prestamos mais muita atenção ao que ela significa. Erigido como prioridade política, esse apelo à manutenção da ordem muda constantemente seu pretexto (a subversão política, o terrorismo...), mas nunca seu propósito: governar as populações

Artigo escrito por Albert Einstein especialmente para o primeiro número da revista norte americana Monthly Review, Nova Iorque, Maio de 1949. Posteriormente, foi publicado em maio de 1998 para comemorar os cinquenta anos do primeiro exemplar do Monthly Review.

O país parece estar sofrendo de um surto hipnótico! E isso é resultado, mais uma vez, do místico e cabalístico dia 13 de agosto. Dizem que o povo tem memória curta e isso parece se confirmar. Surgiu no Brasil um novo pontificado: MARINA SILVA PRESIDENTE. E dessa vez, como já aconteceu no passado com a morte de Chico Mendes, carregando o legado de Eduardo Campos. O povo parece desconhecer que Marina Silva construiu sua carreira em cima de mitos e espectros.

Para Nicolelis, corpo não vai mais limitar ação da mente sobre o mundo. Pesquisador também comenta os desafios impostos à ciência no País pela burocracia e desorganização.

A questão sobre a incompatibilidade entre a existência de Deus e a do mal é uma das que garanto que todo filósofo ocidental, mesmo que em estado de iniciação filosófica, já questionou. Ela foi, aliás, meu primeiro desafio filosófico que se iniciou no período em que ainda era teísta e que, com o auxilio de outras teses, desencadeou meu atual ateísmo agnóstico. Nesse artigo, portanto, pretendo rebater críticas (sobretudo de correntes cristãs) direcionadas ao Paradoxo de Epícuro

‘Tempos de Turbilhão – relatos do golpe de 64′ é leitura obrigatória para acompanhar Darcy por dentro dos fatos na sua viagem pelos meandros do poder. “… ressaltam em Jango, por um lado, o profundo conhecimento prático da vida política brasileira e da máquina administrativa federal e seu realismo no trato com as correntes políticas conservadoras. (…) Não sei que imagem se terá no futuro, de meu amigo Jango. Aventuro-me, porém, a predizer que será mais generosa do que esta que se difundiu depois do golpe. Afinal, seu governo não caiu por seus defeitos. Foi derrubado por suas qualidades.”