América Latina não vai renunciar às exportações para a Rússia

América Latina não vai renunciar às exportações para a Rússia

409
0
COMPARTILHAR

Peritos argentinos asseveram que a América Latina não vai ceder à pressão por parte da União Europeia e não renunciará à oportunidade de incrementar as suas exportações para a Federação da Rússia apesar do descontentamento do Ocidente.

As informações publicadas pela imprensa tornam evidente que a União Europeia pretende exercer pressão diplomática sobre os países que se prontificaram a compensar o volume de exportação de alimentos para a Federação da Rússia depois da proibição de importação de mercadorias europeias. Por outro lado, em várias capitais latino-americanas deram a entender claramente que a ampliação da exportação para a Federação da Rússia é prerrogativa exclusiva dos governos nacionais.

9latin-america-russia


O presidente do Equador, Rafael Correa, declarou que o seu país não vai pedir permissão de quem quer que seja a fim de fornecer produtos alimentícios para a Rússia. O chefe do Departamento do Comércio Externo do Ministério das Relações Exteriores do Chile, Andres Rebolledo, apontou que a decisão sobre o aumento da exportação para a Federação da Rússia será tomada por representantes do setor particular, dado que esta é uma questão comercial e não política.

O governo da Argentina informou que os ministros da Indústria e da Agricultura do país levarão na próxima semana para a capital russa propostas concretas a respeito dos produtos, cujo fornecimento para a Federação da Rússia pode ser aumentado.

VIA: VOZ DA RÚSSIA

Loading...

Comments

comments

SEM COMENTÁRIOS